Encontro IGNIS
"Venho dizer-vos quem sou... Sou a..."

> Silvia Rocha asm

"Venho dizer-te quem sou..." foi este o mote que guiou dez jovens pelas ruas de Guimarães, no passado 13 de Outubro,
aniversário da sexta aparição de Nossa Senhora em Fátima.

O percurso, mais do que ter como pano de fundo as ruas e monumentos da bela cidade de Guimarães, teve algumas
cidades bíblicas como meio para descobrimos quem é Nossa Senhora e o que quer de nós.

Nazaré, Ain-Karim, Belém, Jerusalém, Caná, o Calvário e o Cenáculo, foram alguns dos locais onde, entre momentos
mais chuvosos que se fizeram sentir neste dia, nos pudemos encontrar com a "Senhora mais Brilhante do que o Sol",
que aquecia pouco a pouco o coração de cada uma de nós. 

O mistério da identidade da Senhora e do pedido que nos queria fazer, foi revelado após termos rezado as nossas
"contas", repetindo-nos o que, há 102 anos atrás, dizia aos Pastorinhos, num dia também chuvoso:
"Quero dizer-vos que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário e que continuem
sempre a rezar o terço todos os dias (...)".
Essa capelinha em sua honra foi feita, a partir de uma consagração escrita por uma Jovem Ignis, cujas palavras
fizeram eco das palavras mais escondidas que cada uma tinha no seu coração no fim deste encontro.

________________

TESTEMUNHOS
________________


> TERESA VIEIRA, 21 anos | Guimarães

"Tenho que admitir que, quando me falaram do encontro IGNIS em Guimarães "Venho dizer-te quem sou...
Sou a..." realizada pela Aliança de Santa Maria, não me senti muito envolvida para integrar o grupo de
participantes. Após refletir bem, decidi vivenciar uma nova experiência de fé e crença e inscrevi-me no programa
da atividade. E, após a experiência, posso afirmar com segurança que não me arrependo de ter participado.
O programa da atividade tornou a experiência num espaço de contemplação, admiração e afirmação da fé cristã,
centrando-se na última aparição da Nossa Senhora do Rosário (onde esta revela quem é e o que pretende).
Aconselho os jovens a vivenciar este tipo de atividades, pois ajuda-nos a ouvir a experiência de outras pessoas
que compartilham a mesma fé e crença que nós. Além disso, leva-os a refletir acerca do terço e da oração e a
fortalecer a ligação com a Mãe de todos os crentes. Finalizo a narrativa da minha experiência com um conselho
do Papa Francisco: "Queridos jovens não olheis a vida da varanda, entrai nela" (Jornadas Mundiais da Juventude,
Rio de Janeiro, 27 de julho de 2013)."

________________

> FRANCISCA RIBEIRO, 16 anos | Infantas

"Confesso que foi a primeira vez que estive presente num encontro proporcionado pelas irmãs juntamente com
outros jovens. Vim embora de coração cheio, porque foi um dia de convívio, alegria, oração e fazer novas amigas.
Fizemos no início do dia um quebra gelo para revelar a mensagem contida lá dentro, tal como orações, jogos...
chegamos ao fim com a revelação da identidade da Senhora e o que ela queria de nós."

________________ 

> JACINTA FERREIRA, 16 anos | Póvoa de Varzim

"Um dia, um dia que muda as nossas vidas, que nos transforma e nos aproxima de Deus. De uma caminhada cheia
de emoções, de momentos únicos, onde a nossa relação com Deus pôde crescer ou até iniciar, foi um dia inesquecível,
apesar da chuva. A Deus nada é impossível, e, por isso, Ele levantou-nos a todas e disse para seguirmos, pois, Ele
estaria connosco perante todas as dificuldades. Este, foi um dia em que me senti como a Jacinta de Fátima: "Se eu
pudesse meter no coração de toda gente o lume que tenho cá dentro no peito!""

replica watches Rolex   fake rolex