Retiro de Jovens 2017
"FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER"

Nos dias 21 a 23 de Abril de 2017 decorreu, na Casa de Formação das Irmãs da Aliança de Santa Maria, o retiro destinado para jovens raparigas a partir da frase da Mãe de Jesus: "Fazei tudo o que Ele vos disser" orientado pelo Frei Pedro Perdigão, da Ordem dos Franciscanos Menores. Contou com a presença de vinte e uma jovens que se deixaram conduzir pelo Coração Materno de Maria e, com Ela, colocaram o coração à escuta de Deus devolvendo, em jeito de prece, o pedido de Jesus: "Enchei as talhas"

 

  • | SECÇÃO TESTEMUNHOS |

______________________

ANA FELICIO | LEIRIA

 

"só esta água tem
sabor de plenitude,
novidade e beleza!

 

"Vinde, retiremo-nos para um lugar deserto..." (Mc 6, 31).

 

Para mim, fazer retiro começou por aceitar este convite do Senhor, para me retirar e ir com Ele para um lugar deserto... Deixar o espaço da vida quotidiana, da correria, dos cansaços, para repousar junto d'Ele. Depois, no silêncio, um outro convite ressoou: "fazei tudo o que Ele vos disser!" (Jo 2, 5). O seu eco tornou-se na experiência de esvaziar as vasilhas... Descobri que dentro de mim existem estas vasilhas, que estão cheias de pedras e cascalho... cheias de certezas e desejos, mas também dúvidas, preocupações e medos. 

Mas no silêncio deste lugar deserto, foi o tempo de desenterrar, esvaziar as vasilhas, para que Deus as enchesse da água viva que é a Palavra. Pouco a pouco, vou descobrindo que só esta água tem sabor de plenitude, novidade e beleza! Basta confiar! E aceitar o último convite, que ecoa lá do fundo: "Crê, depois verás"!

 

______________________

MADALENA SILVA | MAFRA

DSC_0802_Easy-Resize.com

"... Jesus convidou-me

a olhar os caminhos
que florescem quando Ele passa

 

Conduziu-me Jesus ao deserto para, no silêncio, me falar ao coração.

Um coração que corre com os tantos afazeres do dia-a-dia e que não repara na paisagem do caminho. Que se queixa da falta de tempo, mesmo sabendo que o tempo não se tem.

Foi no barulho de uma vida agitada, que a voz de Deus se fez ouvir, convidando a fazer silêncio.

Retirar-me, procurando o silêncio do coração, foi, nestes dias, entregar à "Mãe de Jesus, [que] estava lá", o mundo e as pessoas que o coração carrega, na atitude de quem deseja fazer tudo o que Ele disser.

No deserto, Jesus convidou-me a olhar os caminhos que florescem quando Ele passa, tal como a beleza da transformação que resulta do enchimento das vasilhas até cima.

O tempo de retiro foi tempo de oração. Oração de estar. Permitir que fosse o Senhor que está fora do tempo, a preencher todos os minutos do meu dia. E daí brota a grande alegria deste encontro silencioso: Estar com Jesus. Mesmo que mais nada aconteça.

 

 

_________

Ver fotos: http://aliancadesantamaria.com/galeria/20