II Domingo do Advento

O mistério da Anunicação é um mistério de luz. Luz que irrompe na humanidade através de uma pequenina
palavra – «Fiat». Dizer que a Virgem Maria é a Imaculada, desde a sua conceção, é dizer que Ela viveu sempre
inundade da luz desse «sim». Que ela nunca foi senão um «sim», perfeito e imaculado, por isso nunca pecou.
Maria é a Nova Eva, que, pela sua obediência total à vontade de Deus, repara aquilo que a desobediência de
Eva destruiu.

Em Fátima, Nossa Senhora vem mostrar-se com o Seu Coração Imaculado. O pequeno São Francisco Marto
perguntava:“Para que estava Nossa Senhora com um coração na mão, espalhando pelo mundo essa luz tão grande
que é Deus?”. E hoje respondemos nós: é que um coração cheio de luz não pode espalhar senão luz. E a luz que
habita o coração de Nossa Senhora é essa luz “que é Deus”. E só esta luz, que Ela nos traz, poderá imacular o nosso
coração, de tal forma que a nossa única resposta será, como Ela, um «sim» a Deus.

Ana Felício, asm