IDENTIDADE GRÁFICA

IDENTIDADE GRÁFICA

A identidade, o carisma e a missão da Aliança de Santa Maria exprimem-se nos elementos que estão presentes 
nesta identidade gráfica.

cruz está no centro porque o centro da nossa vida, e o essencial dela, é Jesus Cristo, no seu mistério pascal.
Marcadas, desde o Batismo, pelo sinal da cruz, sabemos que somos chamadas a uma vida de especial consagração,
que é a vocação a tomar parte, de forma consciente e livre, no mistério pascal do Senhor Jesus. Esta tem a forma
da cruz das caravelas quinhentistas, remetendo-nos para o berço desta Congregação, Portugal, no seu desejo de
evangelização, levando a fé em Cristo ao mundo. A universalidade desta missão está patente no prolongamento
das extremidades dos braços da cruz.

cor azul evidencia a dimensão mariana desta Congregação. É por meio da 'aliança de amor com Santa Maria'
(cf. Constituições, 6) e através da Mensagem de Fátima, que levamos ao mundo o único evangelho de Jesus Cristo. 

A cruz está rasgada, no seu centro, por dois corações. O Anjo da Paz anunciou aos pastorinhos que "os corações
de Jesus e de Maria têm sobre vós desígnios de misericórdia". Reconhecemos a nossa vida e a nossa vocação como
uma expressão de misericórdia do seu amor para connosco, desejando colaborar para que esse amor chegue a todo
o ser humano. 

A envolver este centro estão quatro círculos dourados, que apontam para a nossa consagração na Aliança de Santa
Maria, pelos quatro votos de vida: castidade, pobreza, obediência e unidade. Estes círculos remetem, ainda, para os
mistérios do rosário – gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos –, o pedido mais constante da Senhora do Coração
Imaculado. 

cor dourada destes círculos evoca a luz de Deus que nos envolve no amor, que nos ilumina e que somos convidadas
a transportar, como "candeias que Ele acende", para iluminar este mundo inquieto e sombrio.

A dimensão da encarnação do nosso carisma na História – vivo, dinâmico, fiel ao essencial mas convidado a fazer uma
leitura atenta dos "sinais dos tempos" –, reflete-se no dinamismo presente no entrecruzar dos círculos.

cor branca traduz a atitude fundamental da nossa vida: a disponibilidade de coração, tornada pura pela liberdade
interior, para que o Espírito Santo possa, segundo o desígnio do Pai, configurar-nos com Jesus Cristo, nosso Esposo
crucificado.