Missa de Sufrágio | Ir. Marta Mendes
EM AÇÃO DE GRAÇAS

No passado Sábado, em Vigília de Pentecostes, celebramos e agradecemos com a família e amigos da irmã Marta, a sua vida e entrega ao Senhor e à Virgem Maria, em Aliança de Santa Maria.

Guardamos o carinho de tantos que se fizeram presentes, fisica ou espiritualmente, certas de que, nas palavras do Revº Sr. P. Vítor Coutinho, "senti[mos] que a Marta teve uma morte luminosa. As circunstâncias dos últimos momentos, a memória partilhada dos últimos meses, os ecos de gratidão que chegavam de tantas pessoas.... Houve algo luminoso na morte da Marta. E, como tantas outras vezes, sentimos uma vez mais que tristeza e gratidão podem estar juntas. Em nós podem conviver a dor da perda e a alegria do dom recebido. Damo-nos conta de que Deus Se manifesta onde parece faltar-nos. Tal como nos diz S. Paulo: «Estamos continuamente expostos à morte por causa de Jesus, para que a vida de Jesus seja manifesta também na nossa carne mortal» (2Cor 4, 11)."

 

Juntamos, ainda, as palavras da nossa Superiora Geral, Irmã Natália Rocha, no final da celebração que nos fizeram centrar o olhar n'Aquele a quem seguimos com amor.

 

 

______

Reverendos sacerdotes, queridos amigos e familiares, desejamos agradecer a vossa presença nesta celebração. 

Sendo esta celebração eucarística, um sufrágio pela Ir. Marta, não deixa de ser uma ação de graças a Deus nosso Pai, pela sua vida entregue a Jesus Cristo, nesta porção da sua Igreja que é a Aliança de Santa Maria!

Sentimos que os momentos dolorosos da doença e da morte da nossa irmã, foram vividos em Igreja! São vividos em Igreja!

É com muita gratidão e comoção que lembramos a proximidade e a força da oração com que fomos, e somos, sustentadas por todos vós. São incontáveis as mensagens de proximidade e oração que nos continuam a chegar! Pequenos e grandes gestos de carinho que, para nós, são sinal do Amor de Deus nosso Pai, por nós e pela nossa Marta!

Chegaram-nos mensagens de pessoas que não conheciam a Ir. Marta e, algumas, nem a Congregação conheciam. Pessoas que foram tocadas pela luz de Deus através desta morte e desta vida – sim, a ordem é propositada: tocadas por esta morte e por esta vida, agora toda em Deus!

A Ir. Marta fez os seus votos perpétuos nesta Basílica da Santíssima Trindade, na vigília da Solenidade de Cristo Rei, em 2015. Entregou-se totalmente e para sempre ao Senhor, aqui, diante deste altar. Cinco anos depois, nesta solenidade de Pentecostes, aqui estamos nós "todos reunidos no mesmo lugar", como no primeiro Pentecostes da História da Igreja, com "Maria, mãe de Jesus", a contemplar este painel que nos recorda a Vida Verdadeira – a Vida Eterna – onde Cristo é o Senhor!

Todos contemplámos com dor e desolação este santuário vazio no passado 13 de maio... lembramo-nos, ainda, daquele nevoeiro que a um dado momento o cobria ... esta dor, este nevoeiro desolador, entrou no nosso coração e tornou-se mais denso, quando vimos a nossa Marta começar a partir, precisamente na tarde daquele dia! Contudo, hoje, o que preside à nossa vida, apesar da saudade e da dor, é a LUZ que está patente neste Painel dourado, a LUZ do Cordeiro, a quem seguimos com amor.  

O ouro é sinal de glória e luz, é verdade! Porém, antes de o ser, passou pelo fogo purificador do crisol, e é tanto mais precioso quanto mais for autêntico, sem impurezas, nem misturas de outros metais. 

Queridos irmãos e irmãs, recordando o caminho que a nossa irmã Marta percorreu nos últimos tempos e o amadurecimento que se foi dando na sua entrega a Jesus, facilmente a imagino a falar a cada um de nós, sobre o que é verdadeiramente importante nesta vida, que passa tão rápido!

Tal como a Jacinta abraçou a Lúcia, antes da sua partida para Lisboa e lhe falou do que é essencial.

Conta-nos a Lúcia: a Jacinta "permaneceu muito tempo abraçada ao meu pescoço e dizia: Ama muito a Jesus e o Imaculado Coração de Maria e faz muitos sacrifícios pelos pecadores."

Imagino, assim, a Marta a abraçar cada um de nós e a dizer-nos:

"Ama muito  Jesus" na tua vida, coloca-O no centro de tudo, como O vemos neste painel.
Ama muito "o Imaculado Coração de Maria", a Senhora que nunca nos deixa e que é refúgio e caminho para Deus, como nos prometeu em Fátima.
Reza pelos teus irmãos! Ama-os com a tua vida, dando-lhes a conhecer o rosto de Deus nosso Pai.

Como expressão da nossa gratidão ao Senhor da Vida, queremos cantar as suas misericórdias para connosco, com uma melodia que a Marta compôs.

Cantarei eternamente as
misericórdias do Senhor

 

30 de maio de 2020, Basílica da Santíssima Trindade
Santuário de Fátima