"O Silêncio faz doer"

O SILÊNCIO FAZ DOER

O silêncio faz doer, deixa a nu aquilo que somos, interpela, deixa marcas, mas, faz CRESCER.

Neste retiro de 25 a 27 de Outubro de 2019, foi-nos proposto escalar a montanha à qual dei
o nome de silêncio.

Não é fácil, pelo menos para mim que estou sempre em comunicação, gosto de falar, mas, com a
ajuda de todos os que fizeram este retiro, principalmente com a ajuda do Sr. Padre Ivo e das irmãs
Deolinda e Cidália, fui subindo esta montanha.

No início desta caminhada, o Sr. Padre Ivo, encorajava-nos, mas também responsabilizava-nos dizendo:
«Todos podeis e deveis subir, sim, mas tendes que vos esvaziar de tudo, esvaziar o vosso coração,
tendes de vos converter para que possais encher-vos dessa Infinita Luz que é Jesus Cristo». 

Fico a pensar e digo para comigo: “como posso encher-me da Luz e do Amor de Deus, se estou cheio de
preocupações, de interrogações, enfim, de mim mesmo?”

A verdade, é que aos poucos fui esvaziando tudo o que pensava que fazia falta ao meu pobre coração,
tornava-me mais leve e com a graça de Deus, ia bebendo deste clima de santidade que aos poucos
transformava aquela casa onde estávamos.

Ouvia a voz do Sr. Padre Ivo, cheia de ternura que nos transmitia paz, serenidade a dizer: «sabem o
que quer dizer "Jordão"». E depois de nos fazer entrar no Batismo do Senhor, diz-nos: «Jordão quer dizer,
aquele que desce. Fiquei encantado, porque percebi que Deus desce do Seu Paraíso para nos servir, desde
o Seu Nascimento até ao FIM e desce tanto que lava os pés aos seus discípulos. Maravilhoso este Deus,
que só nos quer amar e fazer-nos felizes.

O Sr. Padre Ivo, continua com explicações e frases que pareciam flechas a entrar no meu coração: «No nosso
Batismo, o Céu abre-se para nós. Por isso, ser cristão, (e Luzeiro de Santa Maria), é viver com o Céu aberto».
«O medo, é falta de confiança». «Falta-nos a meta do Céu».

Parece que o coração já não aguentava mais, pois, invadia-me uma alegria imensa que só conseguia dar
graças a Deus, pelas palavras fortes, mas cheias de Amor e Sabedoria de Deus.

 «Tudo o que possais sentir na vossa vida, desgostos, fraquezas, que as coisas vos pareçam que não correm
como quereis, que tudo parece fugir-vos, não desanimeis, 
porque Deus ama-vos e quer ver-vos felizes, Ele
ama-vos, tal e qual como sois  e acrescenta: ser luz, 
é sentir que somos amados por Deus» dizia o Sr. Padre Ivo. 

Muito mais havia para dizer, mas isto foi o que ia escrevendo ao longo do retiro.  Certamente com o tempo
muitas outras maravilhas recordarei. Obrigado às Irmãs da Aliança Santa Maria. Obrigado ao Sr. Padre Ivo.
A todos entrego a Jesus e Maria Santíssima nossa Mãe, nas minhas orações, todos os dias. 

                                                                                              José Rocha, Luzeiro de Santa Maria